Boleto MEI: Como imprimir na sua casa?

Dentre essas obrigações burocráticas do MEI está o pagamento do boleto MEI.

O microempreendedor individual possui algumas responsabilidades que devem ser respeitadas para que o seu negócio continue regularizado.

É muito importante que os microempreendedores individuais saibam como pagar o boleto MEI.

Boleto MEI: Veja como imprimir em sua casa

A emissão do boleto MEI pode ser realizada de forma totalmente online, basta seguir algumas etapas:

  1. Entre no site do empreendedor do Governo Federal
  2. Clique na aba “Eu já sou MEI”
  3. Encontre e clique no campo “Pagamento de Contribuição Mensal”
  4. Clique em “Boleto de Pagamento”
  5. Coloque seu CNPJ e selecione o campo “Continuar”
  6. Acesse o menu com as três barras horizontais, localizado no lado direito da tela
  7. Entre em “Emitir Guia de Pagamento (DAS)”
  8. Adicione o ano referente ao pagamento;
  9. Selecione o mês desejado e clique em “Apurar/Gerar DS”.

Depois do último passo ser realizado, o boleto será disponibilizado em formato PDF.

Se caso possuir certificado eletrônico, você pode fazer o pagamento através da internet.

O cálculo da constituição corresponde a 5% do salário mínimo mais R$ 1 de ICMS e, em alguns casos, R$ 5 de ISS.

Esses valores podem alterar conforme a categoria do seu negócio, podendo se caracterizar como:

  • Comércio ou indústria
  • Comércio e serviços
  • Prestação de serviços.

Conforme as novas normas estipuladas pela Receita Federal, os MEIs que não estiverem com os impostos pagos serão cobrados na Justiça por pendência ativa com juros e outros trâmites.

Segundo o site CBN Curitiba, os MEIs têm até o dia 31 de agosto para regularizar os seu débitos.

O DAS MEI é uma taxa mensal que precisa ser paga pelo indivíduo a fim de garantir seus benefícios e direitos como MEI.

Esse pagamento deve ser feito através de um boleto que será emitido por meio do site do empreendedor, desenvolvido pelo Governo Federal.

As taxas estaduais e municipais, que podem variar de acordo com a região, também devem ser pagas.

A emissão do documento só acontece se o microempreendedor possuir CNPJ.

O pagamento deve ser feito em casas lotéricas ou em entidades bancárias até o dia 20 de cada mês.

Para pagar o boleto os indivíduos possuem três opções:

  • Débito automático
  • Pagamento online
  • Pagamento convencional.

Para fazer o pagamento online do boleto, é preciso seguir essas etapas:

  1. Entre no portal Programa Gerador de DAS para o MEI
  2. Coloque o seu CNPJ e informe o código de segurança
  3. Leia as informações apresentadas e selecione o campo “Emitir Guia de Pagamento”
  4. Clique no ano-calendário, meses e data e que vai realizar o pagamento do DAS
  5. Leia as informações mostradas e selecione “Pagar Online”
  6. O indivíduo será redirecionado para o pagamento através de internet banking.

Para pagar o DAS de maneira convencional, o indivíduo precisa imprimir o boleto e fazer o pagamento em qualquer agência financeira.

boleto mei

Como abrir MEI de forma gratuita? (Passo a passo)

A formalização do MEI é totalmente gratuita e já corresponde a mais de 50% das corporações abertas no território nacional.

O cadastramento pode ser feito através da internet, de maneira grátis.

Antes de preencher o formulário solicitado, é preciso checar se o seu negócio se enquadra nas opções permitidas.

Para realizar o processo de cadastramento, o interessado deve estar com alguns documentos em mãos, sendo eles:

  • RG
  • Título de eleitor
  • Declaração de imposto de renda
  • Endereço residencial
  • Dados de contato.

O cadastro pode ser realizado no site do Governo Federal.

É necessário levantar dados sobre o negócio como:

  • Tipo de serviço econômico realizado
  • Local onde é realizado
  • Forma de atuação.

Para se tornar um MEI, você precisa respeitar alguns requisitos:

  • Possuir mais de 18 anos de idade
  • Ter um faturamento de, no máximo, R$ 81 mil por ano (ou no máximo uma média mensal de R$ 6.750 multiplicado pelos meses que restam para acabar o ano, incluindo mês em que você está)
  • Possuir, no máximo, um empregado que receba salário mínimo e esteja formalizado
  • Não ser administrador, titular ou sócio de outra corporação
  • Não pode ser Pensionista ativo ou Servidor Público Federal (servidores estaduais ou municipais precisar analisar as normas de sua organização para saber se é permitido ou não)
  • Prestar um serviço que esteja listado nas atividades permitidas
  • No caso de cidadãos estrangeiros, é necessário apresentar visto permanente.

Se você está respeitando todos esses requisitos, pode fazer o cadastro e se tornar um microempreendedor individual.

Por outro lado, veja quem não pode se tornar um MEI:

  • Menores de 18 anos
  • Pensionistas e servidores públicos
  • Estrangeiros com visto provisório
  • Profissionais que exercem cargos regulamentados por entidades de classe, como: engenheiros, médicos, dentistas e advogados.

No momento em que você se tornar um MEI, muitas vantagens irão surgir na sua vida.

Além de ter o seu próprio negócio, você também:

  • Possui formalização sem custos e sem burocracia
  • Coberturas previdenciárias
  • Tributação simplificada
  • Linha de crédito específico para corporações
  • Emissão de documentos fiscais
  • Declaração de renda simplificada.

Vale lembrar que essas vantagens só têm validade quando o MEI realiza o pagamento do boleto MEI.

Acompanhe mais artigos sobre MEI no nosso blog!

Por Equipe de redação 2 via CPF em 30/08/2021
Equipe de redação oficial do Portal 2 via CPF, o maior e mais completo site não oficial sobre o Cadastro de pessoas físicas e documentos relacionados!